Ir para o menu principal Ir para Content Aceder às redes sociais Ir para a barra de navegação inferior
Loja online
picture Loja online
Relógios
picture Relógios
O universo Longines
picture O universo Longines
Pontos de venda
picture Pontos de venda
Serviço de apoio ao cliente
picture A empresa
 
en en-AU en-GB fr fr-CH de de-CH es it it-CH ru ja zh-Hans zh-Hant ko pl th tr pt

Search

O museu

Nascia a marca Longines, cujo nome
em dialeto local significa “prados alongados”.

O museu Longines

A história da marca Longines teve início em 1832, em Saint-Imier, quando Auguste Agassiz fundou o seu negócio de relojoaria que consistia num “comptoir d’établissage”, ou seja, uma oficina de montagem. Neste tipo de estabelecimento, os relógios eram produzidos por camponeses em suas casas, para depois serem montados e comercializados por Agassiz. No entanto, já nessa época, a empresa tinha um alcance internacional, vendendo relógios em países distantes como os Estados Unidos da América.

Ernest Francillon, sobrinho de Auguste Agassiz, estabeleceu-se em Saint-Imier em 1854. Em pouco tempo, tomou as rédeas do negócio da família e, fazendo uso do seu espírito visionário, conseguiu que a empresa, que já contava com muitos sucessos comerciais, se tornasse pioneira no ramo da relojoaria. Com efeito, foi ele quem, em 1867, inaugurou a primeira fábrica que reunia, sob o mesmo teto, todos os procedimentos necessários para produzir relógios. Foi também foi ele quem escolheu o logótipo da ampulheta alada que seria gravado em todos os produtos da manufatura. Por último, foi ele quem deu aos relógios produzidos o nome do lugar onde se situava o edifício.

Os edifícios da Longines, situados a jusante do centro da cidade de Saint-Imier, foram crescendo ao ritmo da evolução da empresa. Atualmente, albergam a sede da Compagnie des Montres Longines Francillon S.A., as suas oficinas e um museu que traça a rica história da empresa.

Renovado e reestruturado em 2012, o museu alberga coleções que representam todas as facetas do passado da marca. Os visitantes podem ali conhecer os principais modelos de relógios, instrumentos de navegação, aparelhos de cronometragem e uma variedade de documentos únicos como fotografias, cartazes, vídeos, medalhas e registos de arquivos.

Tradição relojoeira, inovação, aventura, desporto e elegância. Estes foram e sempre serão os valores da marca, os quais estão perfeitamente retratados na própria estrutura do museu. A tradição e a mestria relojoeira ocupam, assim, um lugar de destaque no espaço de receção aos visitantes. A própria história da relojoaria tem sido marcada pelos avanços tecnológicos e pela estratégia empresarial da marca. Os relógios emblemáticos e os arquivos evocam os importantes marcos da maison, narrando a história das atividades passadas e presentes da Longines. Graças à sua fiabilidade, à sua precisão, à sua robustez e ao uso de tecnologias inovadoras, os relógios que ostentam a ampulheta alada contribuíram para inúmeras conquistas.

Estes relógios já acompanharam missões de exploração até aos confins mais desconhecidos do planeta, resistiram a condições meteorológicas extremas, participaram na abertura de novas vias aéreas e no estabelecimento de recordes de aviação e navegaram por mares revoltos. Por tudo isto, foi criada uma sala que está dedicada ao tema da aventura.

A Longines é indissociável do mundo do desporto, para o qual desenvolve, desde 1878, tecnologias capazes de medir o tempo com uma precisão cada vez mais apurada. Já no último trimestre do século XIX, a marca produz os seus primeiros cronógrafos para cronometrar a performance de desportistas em várias competições. A estes seguiram-se muitos modelos destinados ao uso particular ou profissional, que acompanharão todo o tipo de desportos no mundo inteiro. Estes são exibidos numa área especial.

“Elegance is an attitude” (A elegância é uma atitude), o slogan da Longines desde 1999, exprime a filosofia da marca. A elegância, longe de ser uma mera aparência, deve estar presente em todos os aspetos de uma ação ou de uma personalidade. Existe, assim, uma sala que mostra como a mensagem da Longines tem sido retratada em anúncios publicitários de todas as épocas, bem como em modelos com uma estética particularmente refinada. Algumas destas peças ganharam inclusivamente prémios de design, enquanto outras incluem materiais nobres. Descobrirá estas e muitas outras histórias neste museu, que é testemunho não só de uma das maiores lendas da relojoaria suíça, mas também de um património industrial e regional, ao mesmo tempo rico e fascinante. O museu Longines está aberto de segunda a sexta-feira, das 9:00 às 12:00 e das 14:00 às 17:00 (fechado aos fins de semana e feriados). É aconselhável reservar a sua visita com antecedência por telefone: 032 942 54 25 ou através do formulário de contacto.
Reservar uma visita ao museu

Artigo adicionado ao comparador!

Deverá escolher outro relógio para comparar.

Pode comparar até três relógios

Removeu o artigo %REF% da lista de comparação
Limpou a lista de comparação
Atenção

O comparador tem um limite de 3 artigos

OK

Tem a certeza de que pretende remover este artigo?

Tem a certeza de que pretende remover tudo?

Cancelar
OK